Olá pessoal! Aqui estou eu mais uma vez, e dessa vez, meu povo, para uma indicação de um livro super *mara*. A Seleção. Esse livro não foi um daqueles que me cativou pela capa, de primeira. Quando eu vi ele pela primeira vez, eu fiz tipo " O-M-G! Esse livro deve ser sobre conto de fadas, olha só que capa mais 'gay' ". Eu nem imaginava que esse livro ia entrar, com certeza, na minha lista de livros preferidos, e eu juro que não é culpa do Maxon. "Ué, mas quem é Maxon?", se você for ler, já te aviso, mantenha distância do Maxon, ele é meu. Bem... depois de um tempo, depois de ter visto o livro na livraria e tals, vi que tinha bastante gente fazendo resenhas sobre ele e tudo mais, daí que foi assim que cliquei em uma pra ver do que se tratava. Logo de cara, eu já me interessei, a história em si, me cativou. E na mesma semana, na escola, uma amiga me falou que tinha lido e que tinha amado, ai eu já mandei ela fechar a matraca porque eu ia ler aquele encanto com páginas purpurinadas de fantasias maravilhosas, tá, já chega. Agora, eu vou falar um pouco sobre a história do livro, finalmente, segue aí.

     O livro já começa falando sobre a seleção do atual príncipe de Illéa(um país que nasceu do resto dos Estados Unidos, sim, é num futuro alternativo onde é estabelecido por uma monarquia). Nesse país, a sociedade é dividida em castas, sendo a casta 1, a monarquia, e a 8 as pessoas mais pobres, as castas vão se seguindo dependendo de sua posição social. A seleção, nada mais é que, uma seleção(dãr) de garotas plebeias que se inscrevem para concorrer a 'cargo' de princesa, ou seja, um monte de garotas 'brigando' pra ficar com o príncipe. Então, a personagem principal, America, que é uma 5(casta a que ela pertence), acaba entrando nessa competição, mas não por própria vontade, e sim, por conta de sua mãe e seu 'namorado secreto', que pedem para que ela entre na seleção.
     Com 35 belíssimas garotas participando dessa competição, fica difícil para o Príncipe Maxon escolher apenas uma para ser sua futura princesa/rainha. Logo de cara, America não mostra nem um pouco de interesse pelo príncipe Maxon, afinal, ela só pensa no namorado que deixou para ir 'morar' no palácio. Entre as selecionadas, America é a única com nenhum interesse pelo príncipe, mas se la não tem interesse nenhum em ficar com o príncipe, por que ele ainda a deixa participar da seleção? Simplesmente, eles fizeram um acordo, America precisa do dinheiro que é enviado para sua família a cada semana dela lá, então, ela propôs a Maxon uma 'parceria', onde ela ajudaria ele com as garotas e ele a deixaria permanecer.
     Sim, eles ficaram amiguinhos, sendo que a história ainda mal começou e muito menos acabou, ainda tem mais três livros pela frente. E se eu continuar falando vou soltar um monte de spoilers, me segurei até agora, mas não consigo mais me conter. Ah, se você for ler, relaxa, ainda tem A Elite, A Escolha, A Herdeira, uns contos e ano que vem sai mais um livro, e, provavelmente, será o último livro(estou segurando as lágrimas). Eu sei que falei pouco, mal falei nomes de personagens, mas foi justamente pra não contar spoilers, porque eu sou assim, vi uma brecha, já estou escancarando a porta, pois é. Bom, eu prometo que na próxima indicação eu vou fazer um esforço maior pra falar mais e não sair muitos spoilers. Mas por hoje é isso aí, espero que tenham gostado e que leiam pra a gente compartilhar o mesmo vício, beijinhos e até a próxima aventura!

Deixe um comentário