Olá pessoal, tudo bem com vocês? Estou em um momento da minha vida bem chato, mas tá tudo bem por aqui. Hoje, eu irei falar um pouco sobre um dos livros que li na Maratona Literária 24h. Na sinopse já está bem na cara do que se trata, então vou dar um breve resumo do que eu achei do livro.

     Sinopse: Ever Bloom morava com seus pais, sua irmã mais nova e seu cachorro Buttercup. Era uma típica adolescente, líder de torcida e garota popular da escola. Em um acidente de automóvel, ela perde toda sua família e tem que mudar toda sua vida. Vai para outra cidade para morar com sua tia, sua única parente viva. Tem que começar uma nova vida em outra escola e com novos amigos. Porém, nada é como antes. Ela adquiriu dons especiais após o acidente. Pode ver a aura das pessoas, ouvir seus pensamentos e saber sobre suas vidas com um simples toque. Isso faz com que se isole, fuja de qualquer contato humano e se esconda sobre seu capuz e seu fone de ipod no ouvido que diminui os sons das mentes ao seu redor. Então, ela conhece Damen, o aluno novo da escola. Ele é misterioso, faz aparecer tulipas do nada e tem a capacidade de silenciar todas as vozes que a perturbam. Ela não sabe quem ele é realmente, mas perto dele se sente normal novamente, sendo incapaz de resistir a paz que ele a proporciona. Desta forma, acaba se envolvendo cada vez mais com Damen e se apaixonando.
     Logo de começo posso dizer que, a Ever é chata, bem chata, pelo menos é minha opinião sobre ela. Não sei explicar tão bem o por que disso, mas é bem previsível, eu acho. A Ever acaba sendo chata pois, ela quer respostas mas não vai atrás delas, e com isso, tira aquela emoção da personagem ir atrás do que quer, lutar por, característica que admiro nos personagens, então, para mim, ela já perde um ponto aí.

     Deixando a Ever de lado, a história em si, achei interessante, e deixa aquele ar de curiosidade que é sempre bom que os livros tenham pois, nos deixa querendo sempre mais. O Damen, lindo e maravilhoso, além de misterioso, 'sometimes' ele pode ser chatinho, pelo fato de sumir muito, e NUNCA dar uma pista sobre quem ele realmente, isso pode ser bem chato, porque se prolonga demais.

     Tá, mas Adrielly, você só falou que os protagonistas são chatos, e? Bom, eu acho que se a história não tivesse esse romance súbito da Ever e do Damen, ia ser melhor, porque foi muito rápido, de um momento para o outro a Ever já estava esborrando de tanto amor pelo Damen, achei até um pouco forçado todo esse amor, uma coisa mais leve ia ser melhor. E outra, a história também fica um pouco cansativa por circular apenas entre os dois pombinhos, acho que se abrangesse mais para o mundo 'imortal' no primeiro livro (me referi apenas ao primeiro, pois ainda não li os outros para saber se já expandiram mais) ia ser mais interessante.

     Porém, contudo, entretanto, todavia, gostei bastante do livro, pode parecer que não por conta de minhas críticas, mas achei bem estruturados os detalhes, e isso me cativou bastante. E também, gostei da história estar relacionada com esse "submundo" que podemos observar de outras formas, em outros livros, acho que é sempre bom ver pontos de vistas diferentes sobre um assunto só.

     Bom, por hoje é só, espero que tenham levado em consideração que eu não apenas dei críticas, mas coloquei minha opinião do que deveria ser feito a respeito. Eu gostei do livro, e espero que você que tenha interesse em ler o livro, leia, e não deixe de ler por saber que a Ever é chata, sério, ela é chatinha, vocês que já leram, admitam. Enfim, vou ficando por aqui, e nos vemos no próximo post.